Encabulando a mocinha

Encabulando a mocinha

Encabulando a mocinha

Sinhá-mocinha
Danada de bela, vem me encabular
Dá a mãozinha
“Só se paizinho deixar”
Ao menos um beijinho,
vamos se emaranhar.

Bochecha rosada e pétalas brancas
A vergonha querendo se amostrar
Paizinho ficaria bravo
Se a menina fosse se enamorar

“Com um amorzinho desses
nem paizinho há de se zangar”

Ingênua que era, era
Mostra a vergonha sem se envergonhar
“Ah, se paizinho soubesse”.

 

da série “Poemas Fáceis”.